15 de março de 2011

Ataque de “demônios” durante o sono ou será Catalepsia Projetiva?

Me deparo com muita gente falando, que é “atacado” por demônios durante a noite, tendo pesadelos horríveis, e muitas vezes ficando “paralisados”, como se fosse morrer.

Confesso que acredito sim, que o inimigo das nossas almas trabalha initerruptamente durante as 24 horas do dia, desde tempos remotos, e que podem sim induzir alguém à ter certos tipos de “sonhos” ou desconforto durante o sono, porém, o que muita gente não sabe, é que existe um pequeno (pequeno?) distúrbio do sono, chamado Catalespsia Projetiva.

Abaixo deixo uma breve explicação sobre o que se trata essa anomalia.

Na projeciologia e conscienciologia, a catalepsia projetiva ou catalepsia astral, também conhecida na medicina como paralisia do sonoou paralisia noturna e no Brasil como pisadeira, é um fenômeno natural, temporário e benigno do ser humano que ocorre durante o sono.

Importante, a catalepsia projetiva não deve ser confundida com a catalepsia patológica, que é uma doença rara.

A chamada paralisia do sono acontece durante o sono, como forma de evitar que o corpo se mova durante os sonhos. É um fenómeno natural que ocorre todas as noites, embora seja raramente notado pela própria pessoa enquanto se dorme. Momentos antes da mente despertar, a paralisia cessa. Por isso, raramente se tem consciência da sua existência. Se, porventura, a mente despertar antes do mecanismo de paralisação ser desactivado, ocorre a consciência da paralisia do sono.

Esta consciência pode ser muito perturbadora, pois o indivíduo dá por si mesmo completamente paralisado, incapaz de mover os membros. A mente ainda está a atravessar um período de transição entre o estado de sono e o estado de vigilia (ou vice-versa) e nessa altura podem surgir alucinações hipnagógicas: presença de uma pessoa, ouvir vozes ou sons, sensação de flutuação ou de se sair do próprio corpo, imagens de pessoas, visualização de objectos, sensação de ver em redor mesmo tendo os olhos fechados, etc. Tanto as alucinações como a própria paralisia são inofensivas, existindo quem aproveite esta fase para induzir sonhos lúcidos ou alucinações agradáveis, e acontecem ocasionalmente, como resultado de uma má alimentação, maus hábitos de sono, estresse, etc. Por vezes, podem indicar a existência de um outro problema maior, como, por exemplo, a narcolepsia.

Ao fim de algum tempo (que pode variar de alguns segundos até cerca de três minutos), a paralisia cessa e o corpo readquire capacidade de se mover novamente. Um dos conselhos mais usuais é ficar parado a respirar lentamente e esperar que passe. Enquanto se concentra na respiração, a mente divaga e quando menos espera o corpo deixa de estar paralisado. Pode-se tentar mover um dedo e lentamente mover o resto da mão, do braço, etc até que todo o corpo se mova. Outra técnica popular é piscar varias vezes, ou fechar os olhos fazendo um pouco de força. De qualquer dos modos, o corpo acabará por "desactivar" a paralisia.

Estima-se que até 60% da população mundial já tenha passado por essa experiência pelo menos uma vez na vida. Em algumas culturas, isso significava pré-disposição ao xamanismo e contato com o mundo dos espíritos.

Sintomas:

Quando a pessoa despertar depois do sono e tentar:

Abrir os olhos, mas eles não se moverem.
Mexer alguma parte do corpo, mas não conseguir.
Gritar ou pedir ajuda, mas não sair nenhum som.

Podem ocorrer outros sintomas como:

Enrijecimento dos membros
Insensibilidade
Alucinações

Formas de induzir o "despertar":

Respirar lentamente durante alguns segundos seguido de um repentina aspiração profunda.

2 comentários:

  1. Eduardo, passo por esta situação geralmente quando tenho sonhos horripilantes, na maioria das vezes criaturas fantasmagóricas me atacam durante o sono. Muitas pessoas afirmam que se trata de um espirito apelidado de "Pisadeira", já que o individuo se vê incapaz de respirar, tendo a sensação de estar sendo pisoteado.

    ResponderExcluir
  2. Comigo acontece a mesma coisa...... rsrsrsr

    ResponderExcluir

O que você achou deste artigo? Lembre-se que a sua opinião poderá edificar e até influenciar outros leitores do BLOG.